Terça-feira, 2 de Maio de 2006

Obscuro dominio

Amar-te assim desvelado
entre barro fresco e ardor.
Sorver entre lábios fendidos
o ardor da luz orvalhada.

Deslizar pela vertente
da garganta, ser música
onde o silêncio aflui
e se concentra.

Eugénio de Andrade


Eu começo por dizer que domínio é pra mim, mais do que, ficar por cima, ou gritar 'fode-me cabrão', se bem que não me desagradem de todo... mas adiante.

Tenho alguma dificuldade em descobrir este termo 'domínio', refiro-me a relações pessoais é claro!

Quer dizer há dias em que me sinto uma autêntica puma capaz de dominar o que aparecer e deitar garras ao que vou comer... outros dias em que me apraz imenso ser domada, não dominada isso nunca, mas domada, porque quem o faz está à altura, porque aquele jogo de possessividade e força é estimulante e excitante. E agrada-me saber até onde pode chegar...

Deixar-me levar completamente por loucuras exuberantes, por pecados escondidos, por olhares dominantes, corpos possantes, amarras, palavras fortes, mandamentos poderosos e levianos, ficar subjugada ao prazer, a alguém...

             

Agora dominar é coisa para quem está bem resolvido com a vida e sabe o que quer e sobretudo gosta de dar prazer, emotividade, luxúria , poder, domínio é poder... e neste campo deixo-me levar por completo, porque sei que tenho mais a ganhar... Domínio é coisa da mente, de quem sabe e de quem quer ter prazer dando prazer, mas tomando as rédeas...

Nem falo de práticas sadomasoquistas, em que o domínio toma proporções mais físicas, mais dolorosas por vezes, ou em que uma das partes se sente dono, não! E não falo do domínio permanente, aprecio a independência de espírito , não quero tomar ninguém como meu, não permito que me tomem posse!

Depois de nos extasiarmos de prazer e ter terminado o jogo ou a fantasia de autoridade, de comando, voltaremos a ser donos de nós próprios dos nossos corpos, das nossas almas...

E adoro dominar, quando me sinto bem comigo e sei que a noite (ou dia) vai ser longa e o domínio começa num encontro onde faço questão de me impor e fazer valer as minhas vontades que invariavelmente são também as vontades da companhia, mas logo aqui se adivinha quem vai controlar a situação, quem vai ordenar ao ouvido, quem vai decidir como e onde vai ser... Quem será o último a adormecer...

 

Escrito por Marisa às 09:44
Piacere | Vero? | Grazie
18 comentários:
De Ca a 10 de Maio de 2006 às 21:44
Dominar e permitir que o nosso parceiro(a) nos domine é divino! Desde que ambas as partes sintam prazer nesse jogo de sedução/excitação. Dominar exercendo poder sobre o outro inferiorizando-o/humilhando-o, para mim, é um crime horrendo, do ponto de vista ético, claro!! Ninguém é superior ou inferior a alguém, pelos bens materiais que possui e/ou pela profissação que desempenha. Distinguimo-nos por quem somos e isso é que nos valoriza e nos faz sentir empatia por uns e não por outros. Só isso! O domínio que não é profissional (que deriva num abuso de poder e maus tratos, nomeadamente psicológicos), nem familiar (retirar/reduzir a dignidade de alguém do nosso sangue), ou outro, mas sim o domínio CONSENTIDO no campo AMOROSO é fantástico! Dá cor à relação! Eu adoro ora dominar, ora ser dominada! Surpreender o outro usando a imaginação, usando algo que brotou de nós, só pode ser saudável a todos os níveis! Para mim entre um casal vale tudo, desde que um deseje e outro alinhe! Mais uma vez, adorei o tema. O título é brilhante, fenomenal, gritante! O teus títulos teem algo de ... não encontro a palavra certa! Só me surge no pensamente: PERFEITO! O desenvolvimento do tema é igualmente excelente! Deixo-te uma questão: qual a palavra que supera o excelente? Recordo-me do (...) bom, muito bom, excelente e mais nada! Se sabes qual é, então é essa!! Adorei! Beijinhos com carinho
De Marisa a 11 de Maio de 2006 às 09:12
Que bom que gostaste!
Pois eu concordo contigo é óptimo dominar quando ambos o desejamos e será prazeroso para os dois.
O (...) a que te referes, colocarei amanha um poema com esse nome...
Baci per te principesa.
De Carlos a 8 de Maio de 2006 às 18:19
haverá realmente dominio de um sobre o outro? ... penso que não ... pois nunca se conseguirá o orgasmo se a cabeça não estiver solta ... depende muito do nosso estado de alma ... do momento ... pois é no prazer de dar prazer que se consegue dar e receber prazer ...
De Marisa a 9 de Maio de 2006 às 09:14
Olá Carlos, mais uma vez obrigada pelo seu ponto de vista.
Se me permite tem de haver inevitavelmente um dominador na relação, quem comada a coisa, às tantas já estamos tão envolvidos que já pouco importa, mas a realidade é que começou por alguem.
Alguem ousou mais, quis, avançou, a partir daí pouco importa, é deixar rolar...
Baci per te...
De ZUCO a 5 de Maio de 2006 às 12:36
"Chambery Chastenet"??? Com essa idade e já sabes oque é isso?
De Marisa a 5 de Maio de 2006 às 12:47
Essa idade? Ahahahahahahahah
De inconfidente a 4 de Maio de 2006 às 13:28
Dominar e ser dominado...eis a questão, existe coisa melhor?
De Marisa a 4 de Maio de 2006 às 14:46
Pois... não tou a ver!
Grata, baci per te.
De ferrugem a 2 de Maio de 2006 às 17:12
Vizito o teu blog regularmente só não tenho por abito comentar, mas não posso deixar de te dizer que tens um blog que transpira sensualidade por todos os poros gosto muito da tua escrita,quanto a dominar ou ser dominado, esse "jogo" muito sensual fica para uma proxima o comentario.
Beijos doces amiga:)))
De Marisa a 2 de Maio de 2006 às 17:25
Então muito obrigada pela visitas, é um piacere saber do teu gosto pelos meus escritos.
O que deixo por cá é sempre um pouco de mim, este sensualidade é tambem a minha. Volta sempre que queiras, baci per te.
De ZUCO O DOMINADOR DOMINADO a 2 de Maio de 2006 às 14:40
E não é que noutro dia de ponte, depois de ir levar a filha á escola, me aparece em casa uma dominadora, vestida para matar que me manda sentar no sofá ( e o resto não conto que isto ainda é um blog familiar) para acabar tudo á tarde num bar de praia a comer tostas gigantes e a beber morangos?

Eu gosto de se ser surpreendido de vez em quando por esta dominadora...

Martini!
De Marisa a 2 de Maio de 2006 às 15:19
Ahahahahahaha, essa dominadora, domou-te e por completo e desconfio de que adoraste...
Contar pra quê, a mente encarrega-se disso!
Pra mim um Chambery Chastenet, não dispenso a azeitona...
De Antonio Pedro a 2 de Maio de 2006 às 11:51
"Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes,
mas não esqueço que a minha vida é a maior empresa do mundo.
E que posso evitar que ela vá à falência.
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e tornar-se autor da própria história.
É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis
no recôndito da alma. É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre
da vida. Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.
É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um "não".
É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta .
Pedras no caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo... "

Fernando Pessoa
Este é um texto para ti...e para mim
De Marisa a 2 de Maio de 2006 às 12:09
Muito bem António, concordo consigo, este é um belo texto para exprimir um pouco de mim. Bela observação!
Grata pela visita e pelo excerto, baci principeso...
De Coral a 2 de Maio de 2006 às 11:27
Marisa, na verdade a sensação de dominados em certas ocasiões reforçam-nos a importância da independência em todas as demais...
Aqui o ser dominado ou dominar faz parte da cumpliciade que se quer na entrega que se pressupõe... Faz parte da essÊncia do "jogo".
Um beijo grande e obrigada pela visita
De Marisa a 2 de Maio de 2006 às 11:39
Ora essa! Afinal de contas é tudo um jogo... bem prazeroso. Baci per te.
De Vasco__27 a 2 de Maio de 2006 às 11:46
Dominar ou ser dominado... eis a questão... Um ou outro? Ou melhor serão as 2? "Jogo"... palavra tão bem escolhida... é só um jogo mesmo; um jogo sensual, apaixonado q.b., um jogo de exploração pelos meandros do prazer, pelo toque no sítio certo, pelo dar e receber sem stress, ou preocupação... Dominar a bel prazer em prole do outro (mais dos 2), ser dominado(a) porque tb sabe bem... Que bela imagem... Oxalá quem leia as palavras qeu tu escreves e estas que eu escrevo, consiga (nem que seja um dia) sentir o prazer extenuante de um "jogo" destes... hmmm... (imaginando mode)
Baci, como tu dizes :)

Beijos dos bons (como eu digo...)...............
De Marisa a 2 de Maio de 2006 às 11:52
Ahahahahahaahah, vejo que te estimulei a mente Vasco, que bom, também isto é domínio sabes?
Baci per te

Vero?

veropiacere@sapo.pt

Agosto 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Hummmm...

Sei lá...

Ciao

(...)

Ingenuidade

Viver...

Pretensão

Quando...

Kininha

Renascer…

Hoje não…

Recordar...

Agosto 2010

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Piaceres...