Segunda-feira, 5 de Março de 2007

Sonho...

Acordei transpirada, arrepiada, ofegante e completamente confusa, que caralho de sonho!

Levantei-me, vesti o kimono e desci à cozinha para tomar um copo de água a ver se desanuviava, primeiro queriam comer-me daquela maneira que a gente gosta, ainda por cima eram três, depois afinal queriam comer-me, comida, vivinha, credo.

Peguei no copo enchi-o, sentei-me na bancada que é um dos meus melhores locais de meditação e não me saia da cabeça aquilo.

Se dizem que os nossos sonhos são o reflexo das nossas vivências, quem serão os candidatos que me querem comer viva?

Que há uma data de filhos da puta desejosos de me fazer a folha lá isso é verdade, que há sorrisos que trazem veneno eu também sei, mas comerem-me…

-Não tens sono?

-Tinha, mas acordei sobressaltada e vim beber água, pra ver se acalmo…

-E estás mais calma?

-Sei lá, acho que sim, mas tive um sonho muito estranho, tenho que andar mais desperta, andam aí uns gajos que me querem comer…

-Ahahahahahahahah, a começar por mim!

-Pois, mas comer a sério pá!

-Eu também te quero comer a sério…

-Comer de comida, vivinha, a carne.

-Sim… eu percebo… e a conversa está a dar-me fome…

Sorriso de cabrão, foi-se chegando com aquela expressão faminta, de lobo mau que quer comer a netinha, baixou um pouco o kimono e mordeu ao de leve o meu ombro…

-Comer assim?

-Por aí, eu acordei antes dos gajos me comerem!

-Hummm então terei de ser eu a terminar o serviço, fez um suposto sorriso maquiavélico, que só me fez largar uma gargalhada.

Afastou-me a pernas, olhou para mim e disse, ‘Vou começar a comer-te por baixo, para ser mais doloso…’

Lambeu o dedo do pé, trincou ao de leve, subiu com a língua ao joelho e lambeu por trás, o que me provocou um arrepio forte, depois mordiscou a perna e foi subindo mordiscando cada centímetro, primeiro uma perna, depois outra, ora lambendo, ora mordendo, ora beijando, chegava à virilha e recuava, recomeçava no pé como que explorando todos os recantos de um suculento pedaço de carne…e eis que chegou ao prato principal…

            

-Estou esfomeado.

-E eu estou a aquecer…

Pegou em mim, levou-me até à mesa da cozinha, deitou-me, abriu o kimono e continuou o repasto, até ser madrugada…

O sonho afinal tinha razão de ser…

 

Escrito por Marisa às 10:07
Piacere | Grazie
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


veropiacere@sapo.pt

Agosto 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Hummmm...

Sei lá...

Ciao

(...)

Ingenuidade

Viver...

Pretensão

Quando...

Kininha

Renascer…

Hoje não…

Recordar...

Agosto 2010

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Piaceres...