Quinta-feira, 21 de Setembro de 2006

Temporal De Amor

 

Chuva no telhado, vento no portão
E eu aqui, nessa solidão

Fecho a janela, tá frio nosso quarto
E eu aqui, sem o seu abraço

Doido pra sentir seu cheiro
Doido pra sentir seu gosto
Louco pra beijar seu beijo, matar a saudade
Esse meu desejo

Vê se não demora muito
Coração tá reclamando
Traga logo seu carinho
Tô aqui sozinho, tô te esperando

Quando você chegar
Tira essa roupa molhada
Quero ser a toalha
E o seu cobertor

Quando voce chegar
Quando a saudade sair
Vai trovejar, vai cair...
Um temporal de amor...

 

 

 

                                                                              Leandro & Leonardo

Escrito por Marisa às 16:04
Piacere | Vero? | Grazie
10 comentários:
De ZePedro a 22 de Setembro de 2006 às 17:16
Temporal
Temporal é sempre que se deseja
Não interessa o tempo
Interessa o sentir
A tempestade é entre dois corpos
Que se molham
Que se enxugam
Que se desejam
Que se devoram
Que se envolvem
Que se tornam num
Como uma dança
Envolvida pela musica do desejo
Sinfonia do prazer
Que explode
Sem barreiras
Sem limites
Num grito rouco
Longo
De imenso prazer

Beijos

De Marisa a 22 de Setembro de 2006 às 17:28
Hummmmm... adorei, obrigada!

Beijo.
De Dossier de Argolas a 22 de Setembro de 2006 às 08:47
Autentico temporal!
E que foto, senhores...que foto! Espectáculo! (É a Marisa na foto? Ahahahahaha...não leve a mal, é brincadeira)
Noto a ausência da lareira, mas se calhar não era Outono. As cores estão perfeitas: bordeaux e azul a contrastar com a brancura do corpo. Upa, upa!!

Desta vez, desculpe-me a Marisa, o beijo vai para a modelo da foto...é que aqueles mamilos!!! Já sabe...a minha tara por mamilos, é no queb dá.
Ahahahahaha.....
De Marisa a 22 de Setembro de 2006 às 09:30
O delirio, eu diria!

As minhas preferencias tambem vão, obviamente, para a foto!
O Outono é mais que lareiras ou folhas caídas... esta imagem é um Outono perfeito!

Não tenho que desculpar, eu própria dava-lhe umas lambidelas...

Ahahahahahahah baci.
De MSDOS a 22 de Setembro de 2006 às 08:43
Marisa

Olha quando acabei de ler este post, fiquei boqueaberto e exclamei. Ou melhor fiquei boqueaberto e depois exclamei porque ninguém consegue exclamar de boca aberta... "oh meu deus ela conseguiu!"

Na verdade conseguiste surpreender-me como já não me surpreendia há muito tempo. Bravo miúda!

Leandro e Leonardo é muito mau, e não fosse hoje ser sexta feira, e teríamos o caldo entornado para o resto do dia!

Jocas!
De Marisa a 22 de Setembro de 2006 às 09:27
Ó pá duas coisas boas, primeiro consegui turvar-te as ideias, quando não percebes se primeiro ficaste boquiaberto ou exclamaste, e depois surpreender-te pela negativa, que deve ser uma coisa bestial, para um gajo que escreve uns textos... porreiros...

Isto de facto não é a música do século, mas eu não ta cantei, gosto é do poema ou melhor das ideias que me habitam depois de o reler e em dias como o de ontem, em que a chuva nos acompanha todo dia...

Peço desculpa por teres que ler, uma coisa tão má...

Beijo.
De Ca a 21 de Setembro de 2006 às 23:42
Nem sei por onde começar...

Pelo princípio, é uma ideia!!

Tudito que vou referir não tem distinção relativamente à importância que assume em termos individuais, pois estão equitativos, porém somados, ampliam o seu poder!

Originadade, algo inesperado!

Letra romântica e profunda...

Foto..

O que escrever...

Só te posso garantir: estás feita no próximo Karaoke!!!!
De Marisa a 22 de Setembro de 2006 às 09:23
A letra já todos conhecemos, mas a carga que ele pode provocar em nós...
Um temporal, um corpo molhado, outro corpo para enchugar... hummmm

Estou, estou!!!
Beijokas
De marisa a 21 de Setembro de 2006 às 21:11
"Doido pra sentir seu cheiro
Doido pra sentir seu gosto
Louco pra beijar seu beijo, matar a saudade
Esse meu desejo..." humm tantas coisas boas beija marisa
De Marisa a 22 de Setembro de 2006 às 09:22
Não é nada de inédito, mas tão intenso...
Obrigada, baci.

Vero?

veropiacere@sapo.pt

Agosto 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Hummmm...

Sei lá...

Ciao

(...)

Ingenuidade

Viver...

Pretensão

Quando...

Kininha

Renascer…

Hoje não…

Recordar...

Agosto 2010

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Piaceres...