Segunda-feira, 21 de Maio de 2007

Hoje não…

Hoje não quero ouvir, sentir, dar, receber, nada… hoje quero ficar num cantinho em que só eu lá caiba…

Hoje dói-me tudo, sem que sinta nada, há um vazio enorme, dentro de mim, que nem sequer me apetece preencher, a alma está ferida, o corpo dormente…

Ter de levantar-me, arranjar-me e sair de casa neste estado é demasiado doloroso… e olhar-me, foi terrível.

Não me apetece tirar os óculos de sol, num dia tão triste como este, não me apetece tirar o casaco dentro de um espaço quente, não me apetece olhar, não sei o que aqui estou a fazer, é tudo demasiado, para mim…hoje.

Os pássaros não cantaram na minha janela, o dia não quer nascer, o sol não vai brilhar, o vento pede-me para que volte para casa, mas tenho de ficar…

Esta melancolia que me invadiu, teima em deixar-me assim, amorfa, pesada, enrugada, mesquinha e eu não sei lidar com isto.

A vida não é para ser assim e eu não gosto de ser assim, mas até a tentativa de esboçar um sorriso é infrutífera, como se cada músculo do corpo me pedisse hoje para que o deixe em paz, para que o esqueça por hoje, como se a alma tivesse tirado o dia só para si para se recompor ou talvez reciclar…

     

Nunca percebi se estes dias são negativos ou positivos, pois é sempre em dias como este que renasço de mim própria, que retiro ensinamentos de vida, que descubro mais um pedaço de mim, mas dói…

Não vejo hora de regressar a casa, deitar-me no meu sofá colocar uma música bem calma… chorar talvez, eu adoro chorar, chorar porque sim, porque lava os sentires, porque nos levita, depois tomar um banho e deitar para voltar a renascer…

É isso, preciso renascer…

 

Escrito por Marisa às 09:43
Piacere | Vero? | Grazie
|
30 comentários:
De Ca a 6 de Junho de 2007 às 10:23
Na minha opinião faz parte...

Escreves tãaaaaaaaaaaaaaaaao bem.

Sinti como minha cada palavra, de forma tão fidedigna... Expressas-me melhor, do que eu conseguiria...

É tão bom saber, que a minha doce amiga partilha do que a vida me faz sentir... E acresce o facto de essa mesma querida amiga ter um talento fenomenal com as palavras. Brinca com elas!! ahahahahahah

Beijoca meiga.
De Marisa a 6 de Junho de 2007 às 10:44
Faz parte e mais que isso é importante, esse encontro com nós mesmos, este quase doer que nos traz de volta à realidade, este estado latente que nos faz quase saltar desta roda viva que é a vida, faz bem...
Obrigada pelos mimos querida, obrigada pelo exagero de elogios...
Obrigada, beijoka ;)
De homem de negro a 23 de Maio de 2007 às 17:28
Olá...
São os meus dias não, os quais já não tenho há muito tempo. Os ultimos duraram uma semana e resolvi-os andando à chuva, que me lavou a alma, deixei lá a tristeza e trouxe de volta um sorriso...
Beijos vadios, a gente vê-se por aí...
De Marisa a 29 de Maio de 2007 às 10:35
Olha que bela maneira de resolver a questão!
Obrigada pela visita, um beijo.
De apenasMadalena a 23 de Maio de 2007 às 11:36
Todos temos dias assim, creio eu...
Mas eu pessoalmente tenho bastantes dias em que me sinto em baixo, melancólica e nem sei dizer qual o motivo...
Mas como dizes no teu texto, tb sinto que tiro sempre algum ensinamento desse estado algo letárgico e pareço renascer mais forte.
Espero que seja assim assim ctg: resnasceres sempre mais forte.
Bjokas
Madalena
De Marisa a 23 de Maio de 2007 às 16:58
Madalena,
tudo na vida tem sempre algo de positivo, há que saber retirar os ensinamentos e crescer. Estes dias para mim apesar de dolorosos, são muito necessários.
Obrigada, renasço, com certeza.
Beijinhos.
De Bianca a 22 de Maio de 2007 às 17:20
Recorda e reencontra-te, amanhã a chama arde sempre...
De Marisa a 23 de Maio de 2007 às 10:11
Pois é...
Baci per te.
De Lobaaaaaaaaaaaaaaaa a 22 de Maio de 2007 às 10:40
Melhores dias virão...

Beijos mil :)
De Marisa a 23 de Maio de 2007 às 10:11
Vieram!
Muito obrigada, um beijinho, loba linda!
De mfc a 21 de Maio de 2007 às 22:08
Nestas alturas as palavras não são precisas.
Toma um grande abraço, porque és uma grande mulher!
De Marisa a 23 de Maio de 2007 às 10:10
Como me entende...
Obrigada, que bem que sabe um abraço apertado e sentido... obrigada!
De KI a 21 de Maio de 2007 às 17:38
Vero, Marisa, particualrmente, entendo-te melhor talvez por andar em dias desses em que me apetece uma complacência e em que os dias me obrigam a istou ou aquilo... De tudo o que se vive se olhe benefícios claro... mesmo das horas vazias, dos momentos de dor de alma ou daqueles minutos que se alongam para além dos sessenta segundos...

Xiu... (é tão bom o silêncio nestes dias...)

Beijinhos e um sorriso a esforçar os músculos...

De Marisa a 23 de Maio de 2007 às 10:10
Em um estado de alma latente...
Quase como se doesse tudo, sem que sintamos nada, o simples facto de olhar pode ser doloroso... mas passou!
Obrigada pela cumplicidade e pelos beijinhos, que retribuo em dobro.
De LUcifer119 a 21 de Maio de 2007 às 13:55
...:)))))))) Ai, Marisa musa, até a ti o espelho dos dias te deforma a imagem do teu tão, sensualmente, sedutor e recente excesso de ancas e seios; teimando em reflectir, nestes dias, apenas a gravidade infinita dessa melancolia que reduz ao nada quase absoluto, ao brilho zero, a radiação extática da mais aprazível das felicidades!?
...:)))))))))Sim, sim , em dias destes, mais vale (a) pira(r-se) do fogo infernal e, consumida/o na energia dessas labaredas pirómanas, fundir-se nos arroubos copulativos, para assim renascer da singularidade de tão sensitivo acto "criativo", assumindo a leveza das cinzas!
...:))))))))Singularmente, um beijo
De Marisa a 21 de Maio de 2007 às 15:36
Corrijo apenas para dizer que não há excesso de ancas ou rapidamente o solucionaria, há um mero aumento que a meu ver me está lindamente e daqui não passará, que eu não deixo!
Mas voltarei sim, eu própria renascida, completa, restabelecida, de cinzas incómodas, mas necessárias... aguarde.
Um beijo.
De Lucifer119 a 21 de Maio de 2007 às 17:33
...:)))))))))) "Excesso"(...), entenda-se aquela demasia que lhe enriquece silhueta, lhe realça a volúpia das formas e dá vulto ao alcance sensualíssimo das suas sumptuosas saliências, convidando-nos a visitar-lhes as respectivas e hospitaleiras estâncias . Nada do "excesso" tido como supérfluo.
....:)))))))))))Hospitaleiramente, um Beijo
De Marisa a 23 de Maio de 2007 às 10:08
Ahahahahaahah, muito bem!
Deixemo-nos então de pormenores, menos interessantes, obrigada pela forma poética como se dirige a mim, isso basta-me.
Um beijo para si!
De gomesh a 21 de Maio de 2007 às 13:25
Não é um post habitual no teu blog, mas acho que todos temos o direito a um dia menos bom...

Um grande Baci e algumas para te tentar animar...

Bjs
De Marisa a 21 de Maio de 2007 às 15:32
Não é de facto, mas eu tenho de ser fiel ao que sinto e hoje não é um bom dia, hoje não estou como me gosto...
Obrigada pelo mimo e pelas flores, um beijinho.
De Andre a 21 de Maio de 2007 às 13:05
Renasce miuda
Beijo forte
André
De Marisa a 21 de Maio de 2007 às 15:33
Obrigada!
Voltarei, qual fénix...
Baci
De Andre a 22 de Maio de 2007 às 02:43
Bom dia Fénix do decote, espero que hoje seja outro dia, outro sentir.

Baci
De Andre a 23 de Maio de 2007 às 02:02
E hoje, também não?
Beijo forte
De Marisa a 23 de Maio de 2007 às 10:14
Hoje sim!
Hoje sou eu outra vez, como me gosto.
E quem vier morre... ahahahaha
Muito obrigada, como retribuir-te todo esse carinho?
Obrigada, um bom dia e um beijo sentido.
De Andre a 23 de Maio de 2007 às 13:18
-> como retribuir-te todo esse carinho?

"Hoje sim! Hoje sou eu outra vez, como me gosto"
Está retribuido.

Beijo
De Marisa a 23 de Maio de 2007 às 17:00
Grazie!
De Marisa a 23 de Maio de 2007 às 10:13
Ahahahah, Féxix do decote, adorei!
Foi outro dia, sentir semelhante... ontem não andei, flutuei...
Mas que bom ler um miminho desses!
De Anani a 23 de Maio de 2007 às 13:13
Hoje sou eu que me sinto assim. Vou nadar agora para deixar de sentir... Espero que estejas melhor!
De Marisa a 23 de Maio de 2007 às 16:59
Então boas braçadas!
Estou e tu tambem vais ficar, um beijo.

Vero?

veropiacere@sapo.pt

Agosto 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Hummmm...

Sei lá...

Ciao

(...)

Ingenuidade

Viver...

Pretensão

Quando...

Kininha

Renascer…

Hoje não…

Recordar...

Agosto 2010

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

No Ar...

Piaceres...

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Entre!

pegadas