Segunda-feira, 5 de Março de 2007

Sonho...

Acordei transpirada, arrepiada, ofegante e completamente confusa, que caralho de sonho!

Levantei-me, vesti o kimono e desci à cozinha para tomar um copo de água a ver se desanuviava, primeiro queriam comer-me daquela maneira que a gente gosta, ainda por cima eram três, depois afinal queriam comer-me, comida, vivinha, credo.

Peguei no copo enchi-o, sentei-me na bancada que é um dos meus melhores locais de meditação e não me saia da cabeça aquilo.

Se dizem que os nossos sonhos são o reflexo das nossas vivências, quem serão os candidatos que me querem comer viva?

Que há uma data de filhos da puta desejosos de me fazer a folha lá isso é verdade, que há sorrisos que trazem veneno eu também sei, mas comerem-me…

-Não tens sono?

-Tinha, mas acordei sobressaltada e vim beber água, pra ver se acalmo…

-E estás mais calma?

-Sei lá, acho que sim, mas tive um sonho muito estranho, tenho que andar mais desperta, andam aí uns gajos que me querem comer…

-Ahahahahahahahah, a começar por mim!

-Pois, mas comer a sério pá!

-Eu também te quero comer a sério…

-Comer de comida, vivinha, a carne.

-Sim… eu percebo… e a conversa está a dar-me fome…

Sorriso de cabrão, foi-se chegando com aquela expressão faminta, de lobo mau que quer comer a netinha, baixou um pouco o kimono e mordeu ao de leve o meu ombro…

-Comer assim?

-Por aí, eu acordei antes dos gajos me comerem!

-Hummm então terei de ser eu a terminar o serviço, fez um suposto sorriso maquiavélico, que só me fez largar uma gargalhada.

Afastou-me a pernas, olhou para mim e disse, ‘Vou começar a comer-te por baixo, para ser mais doloso…’

Lambeu o dedo do pé, trincou ao de leve, subiu com a língua ao joelho e lambeu por trás, o que me provocou um arrepio forte, depois mordiscou a perna e foi subindo mordiscando cada centímetro, primeiro uma perna, depois outra, ora lambendo, ora mordendo, ora beijando, chegava à virilha e recuava, recomeçava no pé como que explorando todos os recantos de um suculento pedaço de carne…e eis que chegou ao prato principal…

            

-Estou esfomeado.

-E eu estou a aquecer…

Pegou em mim, levou-me até à mesa da cozinha, deitou-me, abriu o kimono e continuou o repasto, até ser madrugada…

O sonho afinal tinha razão de ser…

 

Escrito por Marisa às 10:07
Piacere | Vero? | Grazie
|
15 comentários:
De Ca a 12 de Março de 2007 às 00:14
Tive que ler uma segunda vez...

Está estrondoso!

Assim, até eu passava a querer ter pesadelos todas as noites!!

És de uma qualidade implícita cativante!

Parabéns!
De Kitty a 7 de Março de 2007 às 22:07
Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii que me arrepiei!

:)
De Marisa a 8 de Março de 2007 às 09:41
E é tão bom...
De Maeve a 7 de Março de 2007 às 15:12
Oi amiga...
Sonhos com razão de ser... deliciosos...
Ora bem sonhar-mos que nos querem comer... comer mesmo... não é lá muito agradável.
Mas terminar a noite a ser “comida” da melhor forma possível... é muito bom!!!!
Vero!?
Esta noite acho que vou ter um sonho mau... hmmm...

Beijo

De Marisa a 7 de Março de 2007 às 15:24
Ola !
Que foi um sonho muito estranho foi, cheguei mesmo a ficar assustada, mas felizmente tudo se recompôs... e como!
Espero que o teu sonho seja só o pronuncio de algo muito bom.
Beijão amiga.
De Ca a 7 de Março de 2007 às 11:42
O que escrever... até tenho medo... de fazer má figura! Estou noutra dimensão!

«c: pi», larga a «m: pi» da pintura, e dedica-te à escrita! Tens talento...

Anos de convívio comigo, tinham que dar os seus frutos!!! ahahahahahahahahahahahahaha
De Ca a 7 de Março de 2007 às 11:51
Tens progredido... Quando eu fico deliciada e atinjo o clímax e penso, está gaja é excelente (ou seja, qualidade ao rubro), vem ela e pimba, faz melhor!!

Não te contentas em manter a excelente qualidade dos teus trabalhos (música: sentido auditivo, imagem: sentido visual e titulo e texto (que aí apela à compreensão muito à frente, sendo de uma leitura prazerosa)! Consegues melhorar, não sei bem o quê... Mas estás no bom caminho!

Sou tua admiradora!!

Sinto-me privilegiada, pela nossa relação!

OBRIGADA POR TANTO CARINHO! Vou gozar mais uma vez da sorte pela qual me sinto honrada!!

Adoro-te AMIGA!
De Marisa a 7 de Março de 2007 às 12:00
Credo tanto elogio!
Obrigada, como sabes eu gosto mesmo é de escrever o que sinto, o que me apetece, o que sou, nada além disso.
Se calhar o que sai daqui é a simplicidade das coisas, como é afinal a vida.
Obrigada!
Baci per te.
De Marisa a 7 de Março de 2007 às 11:58
Minha linda...
De facto isto tudo é da larga intimidade que mantemos... juntinhas...
De http://shakermaker.blogs.sapo.pt a 6 de Março de 2007 às 00:01
Ora viva!

Bom, a expressão "que caralho de sonho" é fenomenal. Ok, é um pouco ordinária, mas não é que fica bem escrita por si?!
Cara Marisa, não é segredo nenhum quando lhe digo que gosto de si, tal como sempre lhe disse que espero sempre mais de si. Ou seja, a Cara Marisa tem uma grande capacidade narrativa, logo gostava de a ver escrever noutros registos.
Perdoe-me a teimosia mas eu sempre fui um provocador nato, continuo de olho nos seus piaceres.

Um abraço...
shakermaker
De Marisa a 6 de Março de 2007 às 09:07
Caro shakermaker!
Cheguei a julgar que tinha deixado de gostar de me visitar, que a minha escrita tinha deixado de lhe agradar, nem que fosse pelo vernáculo... afinal...
Como sabe é para mim um grande lisonjeio receber esses elogios vindos de si, porque acho que escreve muito bem e porque é sempre de uma sinceridade que me agrada sobremaneira.
Quanto ao esperar mais de mim, eu própria tambem espero sabe, escrevo sempre com o desejo secreto de que melhore as minhas faculdades neste campo.
Portanto teime à vontade, mas passe por cá e diga de sua justiça, que é sempre un vero piacere para mim!

O seu abraço...
Marisa
De mfc a 5 de Março de 2007 às 14:46
Olá Marisa

Não repares a minha ausência. Não tenho comentado qualquer blog. Há alturas melhores e piores na vida... mas regressarei!

Vou daqui é cheio de... apetite!
Gosto de todos os pratos... mas nunca dispenso o principal.
Um beijo muito grande.
De Marisa a 5 de Março de 2007 às 17:56
Ola mcf.
Claro que reparo a sua ausência é sempre un vero piacere lê-lo por cá, não quero nada que deixe de o fazer.
E sendo que o fez agora como excepção é ainda maior o meu lisonjeio... muito obrigada.
E enfim, como sabe... o sol volta sempre a brilhar, no matter what.
Regresse por favor e regresse muito bem!
Obrigada pela visita, pela simpatia, por aparecer... um beijo.
Ah e bom apetite!
De apenasMadalena a 5 de Março de 2007 às 13:21
Bem...quem não gosta de ser assim comida, ñ é verdade?
Que bela forma de descrever uma cena extremamente erótica...Adorei...
Bjokas
Madalena
De Marisa a 5 de Março de 2007 às 17:53
Olá Madalena!
Pois é verdade, o 'ser comida' ganhou nova dimensão...
Obrigada pela simpatia, um beijinho para ti!

Vero?

veropiacere@sapo.pt

Agosto 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Hummmm...

Sei lá...

Ciao

(...)

Ingenuidade

Viver...

Pretensão

Quando...

Kininha

Renascer…

Hoje não…

Recordar...

Agosto 2010

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

No Ar...

Piaceres...

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Entre!

pegadas