Sexta-feira, 17 de Novembro de 2006

E depois…

Ah, depois é o repousar dos deuses, é o cansaço feliz, é o transpirar frio… e és tu aí deitado, esgotado, a dormir, adoro ver-te assim...

Estou esgotada, plena, a levitar, e ainda sinto nas pontas dos dedos as tuas costas que fiz questão de arranhar enquanto enlouquecia e tu te fundias em mim.

Ainda me doem os seios, tamanho o desejo com que os agarraste e chupaste, adoro sentir-te assim… intensamente… todo tu em mim, ainda me dói tudo!

Foi fabulosa a forma como me tiveste e foi linda a entrega, a impulsividade e a agressividade com que me agarravas e chamavas e fodias, a forma louca como me puxavas os cabelos enquanto te engolia e tu gemias bem baixinho, quase a rebentar, só o teu orgulho e o receio de que este momento terminasse cedo demais te fazia aguentar esse orgasmo que queria muito brotar de ti... e eu queria vê-lo nos teus olhos.

Engoli tudo orgulhosamente, suguei o que tinhas para mim, portei-me como uma linda menina ahahahahahahaha e tu compensaste-me muito bem quando me acariciaste e lambeste e trincaste delicadamente o clítoris, afinal foste cuidadoso o que me provocou um orgasmo tão intenso como o grito que mandei.

A tua língua consegue ser muito meiga quando quer, mas foi a única coisa meiga que me deste, porque todo esse tesão tinha muito mais de selvático e intuitivo que carinhoso e eu queria-o assim, só assim.

                  

Num impulso voltaste-me e tomaste-me de uma só vez, louco, possuído e seguraste as minhas mãos contra o enorme espelho que nos observava, não achaste que eu ia fugir?!

Ahahahahahaha eu era incapaz, queria muito tudo aquilo, queria muito sentir-te em mim, ainda tenho as marcas dos teus dentes no meu cangote, como tatuagens de um momento que ficou perpetuado, souberam-me tão bem enquanto as minhas nádegas eram pressionadas pelas tuas ancas e os gemidos saíam sem permissão nem aviso prévio da minha boca… vim-me e repeti-o e tu soubeste porque cravei as unhas na minha mama e tu sussurraste ao meu ouvido que adoravas ver-me assim e vieste-te segundos depois…

Agora que tudo está demasiado silencioso, que o cansaço te venceu e me quer levar para um sono profundo e merecido, digo-te que amei a forma como me fodeste, ainda sinto as pernas a tremer, ainda sinto o teu orgasmo no meu rabo, mas sabes que mais, vou descansar assim mesmo… e quando acordar, quero recomeçar tudo…

Escrito por Marisa às 11:09
Piacere | Vero? | Grazie
|
20 comentários:
De Ca a 28 de Novembro de 2006 às 23:23
Segurem-na!!!

Triologia, certo??!!!

Conseguiste-me excitar à séria... ahahahaha

Disse tudo...

O pormenor mais tórrido no momento oportuno, fenomenal.

Lambidela.
De Marisa a 29 de Novembro de 2006 às 09:39
Ahahahahahaah, segurem-me?
Tá bem, pode ser interessante...

Eu própria fico excitada de ler... hummmm

Obrigada querida, um beijo.
De ZePedro a 20 de Novembro de 2006 às 13:53
O repousar é antes é depois
Mas o que é mesmo importante é o momento intenso é o sentir com toidos os sentidos
Sentir e dar a sentir
E enquanto se sente partir
Partir para aquele local onde apenas existe o prazer nada mais
Em que tudo pode acontecer lá fora mas que nem se sabe que acontece pois apenas se sente o prazer a chegar em turbilhão sem se conseguir parar.
Mas nem sempre depois do prazer vem o silencio
Por vezes veem as palavras
Ditas de um modo leve e solto
Sinceras sempre pois num momento desse não há força para inventar
E atrás das palavras pode vir uma carícia
Pode vir um beijo
Pode vir um toque
E isso é o clik
É um ligar
É o início do recomeçar
Nunca igual
Mas sempre intenso
Remato com um desejo....
Desejo que o desfrutes sempre ....
Sempre que de tal tenhas vontade....
Beijos
De Marisa a 20 de Novembro de 2006 às 15:49
Nada a acrescentar... obrigada!
Baci.
De INpulso a 20 de Novembro de 2006 às 10:41
...palavras para que????....existe apenas vero piacere para além da escrita........Obrigado pela partilha desses momentos...
De Marisa a 20 de Novembro de 2006 às 10:59
INpulso...
Um prazer recebê-lo por cá...
Obrigada pela visita, a minha partilha de vivências e piaceres só faz sentido assim.
Baci per te.
De http://shakermaker.blogs.sapo.pt a 20 de Novembro de 2006 às 10:15
Ora viva Cara Marisa...

Não será antes repetir tudo? Sim, porque recomeçar é como acabar algo que não se terminou... Sim, quando é bom repete-se e quando é mau recomeça-se ou fica mesmo assim. Sim, claro, é só para confundir.

É por esta razão que prefiro sexo durante o dia porque se for durante a noite já não durmo...
E eu preciso das minhas escassas cinco horas de sono senão não há quem me ature. A menos que consigam entreter-me durante o dia.

Passou-se alguma coisa no topo do blog ou é impressão minha?
Pois, bem me parecia, estou velho mas não estou vesgo!

Um abraço...
shakermaker
De Marisa a 20 de Novembro de 2006 às 10:34
Caro Shakermaker, como está?
Será recomeçar, porque os recomeços só existem quando algo ficou por terminar, ou soube tão bem que se quer iniciar outra vez... enfim considerações.
E se me permite não há repetições em situações destas, tudo o que há é fruto do improviso e do prazer, nunca repetições.
Posto isto, digo-lhe que concordo consigo o sexo durante o dia, tem outra... claridade, estamos mais dispertos, usufruimos da beleza dos corpos e sim não atrasamos o nosso belo sono que tão bem nos faz.
Passou-se de facto alguma coisa no topo do blog, bom observador... agrada-lhe?
Quanto à sua ultima frase não vou comentar, ambos sabemos da sua ironia.

Um abraço...
Marisa
De cheiodetesão a 17 de Novembro de 2006 às 20:16
Mais um post de elevado nível literário. Não desmerecia em qualquer antologia da prosa erótica.

Gosto, reparo, procuro fazer como tu, no português que usas.

Quanto à maneira como fodes tu ou fodo eu... Um dia destes debatemos isso, cá entre nós! Porque vale a pena!

Bom fim de semana Marisa, parabéns pelo post, se a foda foi real, parabéns pela foda.

:)
De Marisa a 20 de Novembro de 2006 às 09:18
Olá!
Quantos elogios!
Muito obrigada, é um vero piacere escrever assim como me gosto, deixar aqui os meus sentires e ser apreciada por quem gentilmente me lê.
Tudo o que é prazer, vale a pena... baci.
De cheiodetesão a 20 de Novembro de 2006 às 13:06
É um prazer para mim, ler os teus post's.

Porque estão bem escritos, porque me excitam e eu não sou nenhum tarado sexual que vai masturbar-se porque leu isto ou aquilo, mas excito-me com eles!

Todo o prazer vale a pena e vale a pena ler-te.

Como li num livro, uma vez, num desses livros que se lêem vezes sem conta:

Vraiment, tu en vauz la peine!

PS: Será que conheces o livro? (Não é um livro género romance, ou histórico, etc. Para te ajudar: é BD)
De cheiodetesão a 20 de Novembro de 2006 às 13:07
Vraiment tu en vaux la peine...

O raio do teclado...
De Marisa a 20 de Novembro de 2006 às 15:22
Lamento mas não chego lá.
De cheiodetesão a 20 de Novembro de 2006 às 21:21
Le Pied Tendre ( tenho o livro em francês, creio que a tradução é "O pezinho mole") - Lucky Luke.

Esta, juntamente com Astérix, é a minha BD preferida.

:)
De Marisa a 20 de Novembro de 2006 às 15:19
Obrigada...
De cheiodetesão a 20 de Novembro de 2006 às 21:22
:)
De Dossier de Argolas a 17 de Novembro de 2006 às 17:30
Depois da tempestade vem a bonança. Mas depois da bonança, volta a tempestade. Use-se e abuse-se!

Um bom fim de semana e, quando acordar, recomece tudo de novo! E depois volte a dormir, sem esquecer que tornará a cordar para recomeçar...

Como disse antes, use-se e abuse-se!
De Marisa a 20 de Novembro de 2006 às 09:16
Um belo fim-de-semana sem dúvida!
E depois da tempestade nem sempre vem a bonança... o que não tem de ser mau...
Ahahahahahaha, obrigada Dossier, um beijinho e boa semana para si!
De mfc a 17 de Novembro de 2006 às 15:39
Antes o frenesim...depois a conversa boa!
Antes a ternura para com o outro...depois a ternura de cúmplices!
Antes os preliminares... os cheiros... os sabores... o sentir o outro! Depois o relaxar sorridente!
De Marisa a 20 de Novembro de 2006 às 09:15
Muito bom, o prazer de apreciar...

Vero?

veropiacere@sapo.pt

Agosto 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Hummmm...

Sei lá...

Ciao

(...)

Ingenuidade

Viver...

Pretensão

Quando...

Kininha

Renascer…

Hoje não…

Recordar...

Agosto 2010

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

No Ar...

Piaceres...

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Entre!

pegadas