Quarta-feira, 30 de Agosto de 2006

Beijemo-nos, apenas...

Não. Beijemo-nos, apenas,
Nesta agonia da tarde.

Guarda
Para um momento melhor
Teu viril corpo trigueiro.

O meu desejo não arde;
E a convivência contigo
Modificou-me - sou outro...

A névoa da noite cai.

Já mal distingo a cor fulva
Dosa teus cabelos - És lindo!

A morte,
devia ser
Uma vaga fantasia!

Dá-me o teu braço: - não ponhas
Esse desmaio na voz.



Sim, beijemo-nos apenas,
Que mais precisamos nós?

                                                António Botto                       

Escrito por Marisa às 14:53
Piacere | Vero? | Grazie
|
17 comentários:
De crowe a 6 de Setembro de 2006 às 19:35
a mim o que me envolve e preenche são "estes" beijos que matam e ressuscitam...
De Marisa a 7 de Setembro de 2006 às 09:37
Nem só a ti minha amiga... nem só a ti...
De Ca a 5 de Setembro de 2006 às 12:12
Há dias assim!!

Poucos!!

Mas que sabem tão bem como os ardentemente comestíveis poro a poro!!

Beijoca, onde queres???!!!

Desta vez, é só uma, escolhe bem!!!!
De Marisa a 5 de Setembro de 2006 às 12:20
Hummmm, então vem cá...
De helluah a 4 de Setembro de 2006 às 08:40
ai.. beijemo-nos apenas.... olha, e o poema dos dias de hoje da minha vida!! beijocas
De Marisa a 4 de Setembro de 2006 às 09:57
Ai, ai...
Baci.
De Zuco a 3 de Setembro de 2006 às 19:57
Um beijo... pois um beijo , apenas.
De Marisa a 4 de Setembro de 2006 às 09:56
Pra começar... guloso!
Ahahahahahah
De Anónimo a 2 de Setembro de 2006 às 05:31
www.segredos-xiuu.blogspot.com

não era anónimo o comentário anterior!

Linka te!
De Anónimo a 2 de Setembro de 2006 às 05:28
Gostei do poema, mas prefiro os contos...
De Marisa a 4 de Setembro de 2006 às 09:55
Venham eles!
De Anónimo a 31 de Agosto de 2006 às 14:43
gosto mesmo da 'agonia' do fim da tarde em k o sol se funde com o mar num mergulho terno e doce...


kittty
De Marisa a 31 de Agosto de 2006 às 14:48
Hello Kittty!
Pois eu partilho do teu gosto, delicioso.
Adoro o verbo fundir... o sol e o mar...
Grata pela visita, baci.
De Dossier de Argolas a 30 de Agosto de 2006 às 17:16
Olhe que, para "beijo apenas", os dois corpos da foto estão muito enlaçados, as coxas da mulher muito subidas, o rabo muito espetado e a(s) mão(s) do homem a suster muito peso...embora o beijo esteja lá. Mas não "apenas".
Ahahahahaha...não ligue, que isto sou eu a desconversar.
Belo poema.
Aplique-se....e um beijo.
De Marisa a 30 de Agosto de 2006 às 17:30
Bastante atento, o amigo Dossier...
Pois olhe que é um beijo apenas, e eu adoro deixar subentendido, o que todos entendem.
Não achou que eu ia colocar aqui um beijo inocente, pois não?
Afinal, 'Que mais precisamos nós?'
Ahahahahhahaha, aplico, fique tranquilo.
O seu beijo.
De FlordeLis a 30 de Agosto de 2006 às 15:23
Mais um belo poema....
Onde os vais buscar Marisa...?!
De Marisa a 30 de Agosto de 2006 às 15:31
Olá Mensageira!
Pois eu concordo, um belo poema, de facto.
Onde os vou buscar, pois sabes que quem procura sempre acha.
Um beijo apenas, para ti...

Vero?

veropiacere@sapo.pt

Agosto 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Hummmm...

Sei lá...

Ciao

(...)

Ingenuidade

Viver...

Pretensão

Quando...

Kininha

Renascer…

Hoje não…

Recordar...

Agosto 2010

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

No Ar...

Piaceres...

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Entre!

pegadas